18 novembro 2016

APP The Point


Com muito orgulho e felicidade, apresento esta publicação da The Point, revista oficial da APP, Com minha participação e depoimento, uma semana em Las Vegas envolvido na organização do evento que é o maior e mais tradicional do mundo. Fui para trazer coisas boas de lá.  Experiencia incrível mesmo, pessoas melhores ainda, impressionante ver que de lá fora se reconhece o esforço e se valoriza o trabalho. E triste ver que daqui o apoio é quase nenhum, de poucos amigos mais íntimos, e outros raros profissionais, eu estou feliz por mim, pelos que estavam no mesmo comigo torcendo e que foram legais comigo. 








07 novembro 2016

Certificado de classes APP



Chegou hoje do  escritório central da APP Associação de Piercers Profissionais com matriz nos Estados Unidos, onde eu participei da 21 conferencia da APP, evento mais respeitado no mundo em se tratando de Body Piercing para profissionais e entusiastas. Com doze classes presenciadas e metade dela trabalhando dando suporte aos voluntários mais experientes.
Trouxe muita informação e experiencia nessa viajem, trouxe para vocês, agradeço o apoio e lembre de valorizar isso e respeitar também. Estudei e pratico.  Estou atualizado e fazendo disso uma constante.
Agradeço os veteranos que me falavam bem da APP, como sendo os caras mais responsa e foi bom participar com pioneiros e com caras da batalha como eu.
Nunca imaginei que teria meu certificado da APP original, feito lá e recebido em casa. 
Muito obrigado APP Members




Certificado de classes APP



Chegou hoje do  escritório central da APP Associação de Piercers Profissionais com matriz nos Estados Unidos, onde eu participei da 21 conferencia da APP, evento mais respeitado no mundo em se tratando de Body Piercing para profissionais e entusiastas. Com doze classes presenciadas e metade dela trabalhando dando suporte aos voluntários mais experientes.
Trouxe muita informação e experiencia nessa viajem, trouxe para vocês, agradeço o apoio e lembre de valorizar isso e respeitar também. Estudei e pratico.  Estou atualizado e fazendo disso uma constante.
Agradeço os veteranos que me falavam bem da APP, como sendo os caras mais responsa e foi bom participar com pioneiros e com caras da batalha como eu.
Nunca imaginei que teria meu certificado da APP original, feito lá e recebido em casa. 
Muito obrigado APP Members




Certificado de classes APP



Chegou hoje do  escritório central da APP Associação de Piercers Profissionais com matriz nos Estados Unidos, onde eu participei da 21 conferencia da APP, evento mais respeitado no mundo em se tratando de Body Piercing para profissionais e entusiastas. Com doze classes presenciadas e metade dela trabalhando dando suporte aos voluntários mais experientes.
Trouxe muita informação e experiencia nessa viajem, trouxe para vocês, agradeço o apoio e lembre de valorizar isso e respeitar também. Estudei e pratico.  Estou atualizado e fazendo disso uma constante.
Agradeço os veteranos que me falavam bem da APP, como sendo os caras mais responsa e foi bom participar com pioneiros e com caras da batalha como eu.
Nunca imaginei que teria meu certificado da APP original, feito lá e recebido em casa. 
Muito obrigado APP Members



Flash



06 novembro 2016

Aço cirurcigo já era!

  • O piercing de aço cirúrgico é o melhor! Não. Essa informação já era e faz tempo. Hoje já é antiguado sendo aceitável em termos. E no nosso ambiente e sociedade tudo que é lixo é usado. sendo usado até materiais piores para sua saúde, bons profissionais se atualizam. As pessoas não precisam decorar siglas de ligas por isso mais necessário uma boa oferta de joias adequadas.




  • Quando eu comecei a trabalhar com piercing a mais de 15 anos atrás se tinha como preferencia a joia de aço inoxidável cirúrgico, sendo mais classificado 316, depois 316L e mais tarde 316 LVM e esses dados de ligas de metal vão mudando conforme se aprimoram. O problema maior é o falso e do metal errado como o aço inox 306, muito parecido com o aço correto, belo brilho e reage muito negativamente na cicatrização. E já existia o titânio, sabido e reconhecido como melhor que o aço cirúrgico.

 
Uma preocupação grande são os danos que a rosca externa causa na entrada e saída das perfurações

  •  O titânio polido era escuro, de lá para ca o nível de polimento e anodização que é o ato de colorir a joia melhorou muitíssimo hoje sendo apelidado de "polimento espelhado". Hoje a especificação mais procurada é ASTM F-138 para o aço grau cirurgico e ASTM F-136 para o titânio entre outras poucas opções  .
  • Levando em conta que raios de bicicleta, grades de gaiolas, pregos, arames são feitos de aço inoxidável e imagine as reações em seu corpo. Joias ruins, baratinhas demais, não são feitos com a liga de metais necessárias para não te dar alergia e causar cicatrizes em perfurações feitas. No comparativo a medicina usa o aço cirúrgico inoxidável em ortopedia temporária. E usa em implantes , pinos e parafusos definitivos feitos de titânio e platina. Sim usa-se platina em joias de piercing assim como nióbio e ouro de formas seguras, parece que o vilão é o níquel que da reação das células de forma desordenada causando fibroses e em outros casos fragilizando o corpo propiciando uma infecção.


cicatrização de surface hoje é possível graças ao desenho da joia e o material usado, juntamente com a evolução da técnica.



 Esse gancho para suspensão do estilo Gilson è feito de aço no geral, Se encontram também com com a barra de ligação feitas em titânio para maior leveza e menos reação, melhor cicatrização e menor cicatriz.

  •  Por exemplo: Tanto uma perfuração de umbigo quanto uma de cartilagem de orelha reagem de forma diferente, deixo o informação que ambas ficam melhores com titânio, reação de pele quanto a migração peso resistência e elasticidade da derme muito melhor em um umbigo. E na cartilagem Inchaço, fibrose também diminuem. Sendo que a higiene e hábitos da pessoa digo que também são fundamentais por poder comprometer a cicatrização , negligencia na higiene , saúde traumas ambiente podem contaminar sua perfuração e comprometer mesmo, desde um lençol sujo até uma caixa da água sem limpeza e princialmente o toque com os dedos sujos.
  • O aço cirurgião não é mais o melhor para se usar no corpo, as que são bem feitas em acabamento e na liga certa podem ser usadas sim, em perfurações como cartilagens mais quando ja esta cicatrizada a perfuração, e com o tempo ela oxida. porem muito diferente uma joia de qualidade que dura uma década, e uma do pacotinho um , dois reis que ja vem até escuro dentro do pacote, Ou com a pedra ja caída dentro do pacote.

 
Joias de Prata oxidam muito rápido e em algumas pessoas mais rápido ou até causam alergias, o uso indicado para não alérgicos após cicatrizada perfuração.

  • A unica forma mesmo de saber se é legitima a sua joia é a procedência e não a fama do lugar que esta sendo vendida. E referencia de bom trabalho na sua região. estes que procuram os melhoras fornecedores de material possível. Como regras também são subdesenvolvidas acontece um comercio  realmente grave de joias que podem conter metais pesados em sua composição como cobalto, mercúrio , cromo, níquel em ligas e revestimentos de adornos piercing famosos pretos de aço, aço dourados folheados, que não tem a comprovação que são feitos com segurança e não são tóxicos ao organismo, mesmo podendo com o passar dos anos acumular metais e em gandulas através da corrente sanguínea e em anos fazer essa mesma glândula se alterar influenciando sua saúde, A urina não elimina metais, estes se depositam pelo corpo.
  •  Eis o risco maior de usar aço ruim, alumínio e os mais sensíveis prata e bijuterias. Pense que  muitos operários. E pensar que um titânio ruim também prejudica a cicatrização , sim nem todo titânio tem grau de implante, apelo dado ao certificado e correto.

  • Chineses são afastados e morrem respirando os gases das químicas usadas em produtos como um alargadorzinho preto, ou aquela espiral de plastico ou acrílico, que ajudam a estourar as orelhas causando grandes cicatrizes mesmo queloides



Essa grade é feita de aço inox, não para uso interno no corpo e sim para sucessivas autoclavagens com material a ser esterilizado

Aço F-138 pode ser usado sim, mas se lembre que com titânio ou nióbio será melhor, lembrando que o primeiro é mais leve e o segundo mais pesado.

30 outubro 2016

Material estéril para colocar Piercing


Fator da maior importância o instrumental  deve ser esterilizado da forma adequada, acondicionado tambem para mantê-lo  desta forma. Em pacotes selados, autoclavados e secos livres de contaminação externa, fungos e poeira.
É importante porque aqui se faz o controle de infeções que podem comprometer a vida atrasves da saude de quem teve contato com estes em procedimento. Evitar doenças como Hepatite  e HPV.   Instrumental que tem contato com sangue precisa ser desinfetado adequadamente, lavado e escovado, sendo usados produtos  químicos como detergentes enzimaficos. Tempo e dedicação  do piercer.
Existem perfurações que não  necessitam de kits completos, forem outros necessitam de foester, pinça, tesoura e ferramentas que facilitam o trabalho e sua execução segura.
Joias tambem precisam ser limpas e esterilizadas para cicatrização adequada e evitar infecções.

26 outubro 2016

Protocolo de esterilização


Protocolo de esterilização

1.            Protocolo de esterilização em artigos semicríticos. A esterilização dos mesmos começa sendo a continuidade do condicionamento adequado após procedimento;

2.            Deve ser separado todo material usado em procedimento de tatuagem e instrumental de Piercing. Devem ser guardados em separado onde o instrumental de Piercing deve ficar guardado seco, em caixa fechada. E o material de tatuagem ou biqueiras, ponteiras, tubos de aço, alumínio e artigos que possam ser esterilizados, estes, devem ser deixados imersos em solução de agua potável com produtos desincrustastes e /ou desinfetantes e sua solução renovada periodicamente;
3.            Todo o Procedimento de desinfecção, lavagem, secagem, embalagem, autoclavagem e acondicionamento devem ser feito em separado, o instrumental de Piercing e tatuagem. Feito em ordem lógica, sem cruzamento de materiais e havendo a separação física dos artigos críticos, contaminados e área molhada para com os que estejam desinfetados, secos e embalados;

4.            Todo o instrumental contaminado é acondicionado em recipiente fechado como caixa plástica e de aço ou alumínio, vidro ou material não poroso assim como toda a superfície de trabalho;

5.            Dá-se inicio a esterilização com o lavar e antissepsia das mãos e o preparo dos materiais utilizados como tesouras (de preferência redondas caso haja com pintas o cuidado deve ser redobrado para evitar acidentes), escovas, e material de EPI, óculos de proteção, máscara, avental, mangotes ou barreira de PVC para os braços e luvas de borracha;

6.            Para o devido inicio passam por 10 minutos imersos em solução de água e detergente alcalino quando for alto o grau de sujidade, óleos e graxas, após o tempo enxague;

7.            No ultrassom coloca-se agua da rede por dois ciclos de 480 segundos e liga-se o aquecimento. O ultrassom é ligado e passa por dois ciclos completando 8 minutos para a saída de todo o ar contido na agua em seu interior, adiciona-se o detergente enzimático;


8.            Em medida proporcional recomendada pelo fabricante do detergente enzimático 5 ml por litro de água  adiciona-se na cuba ultrassônica juntamente com o instrumental para desinfecção apropriada, por mais dois ciclos, após ciclo completo enxágua-se o instrumental em água corrente;

9.            O material após o ultrassom e lavado manualmente com o uso de detergente neutro, escovas, e esponja descartável, toda a sujeira visível deve ser removida. Assim como pontos de corrosão devem ser verificados, estes o possuindo devem entrar em desuso, todo instrumental desmontável aqui devera ser feito sua desmontagem, limpeza e montagem;

10.         Separado em campo de papel e seco com papel absorvente descartável;


11.         Em embalagens para autoclave são separados individualmente cada artigo, selados usando adesivo próprio da embalagem ou seladora, todo envelope apresenta o marcador químico de contato com vapor ou a fita indicadora, deixada uma borda em casa embalagem para melhor abertura do pacote posteriormente, levando em conta seladoras, pacotes auto selantes normalmente já vem com borda de fabrica. Este material é datado com o dia da esterilização, registrado o local de propriedade e identificação do responsável pela esterilização e preparo do instrumental;


12.         O instrumental embalado e lacrado ou é acondicionado em caixa plástica protegida do ambiente ou é levado a autoclave para uso no máximo de três meses, cada embalagem devera conter a data de esterilização, local a que pertence e quem foi o responsável pela esterilização;

13.         Esta que é feita por autoclave a vapor, em ciclo de 15 minutos na temperatura de 121° e deixado secar dentro do aparelho, Carregar a autoclave com um só tipo de material - Devido às diferenças no tempo de exposição conforme demonstrado. - Dispor o material no interior da autoclave de maneira a facilitar a penetração e a circulação do vapor;

14.         Após seco é separado por tipo e uso em gaveteiros, e utilizado dando preferencia ao mais antigo para o mais recente, salvo particularidades de trabalho;





Se o processo de esterilização não for realizado corretamente o meio indicador mudará da cor púrpura para a cor amarela logo após a incubação a 60°C +/- 2°C, indicando dessa maneira a presença de esporos vivos de Geobacillus stearothermophilus. Se o processo de esterilização for correto o meio indicador permanecerá da cor púrpura, devendo se realizar a leitura final depois de transcorridas

24 horas do início da incubação. 

http://www.sispack.com.br/odontologia/indicadores-biologicos/163-indicador-biologico-vapor-sp20-24h

http://cematfoz.blogspot.com.br/2013/10/teste-biologico-e-sua-obrigatoriedade.html



http://www.commed.com.br/ver-produtos.php?p=227

15.         O Monitoramento biológico da autoclave tanto de da pelo uso de incubadora e teste feito no local, como o controle pode tanto ser feito por laboratório de controle de qualidade, em períodos que se dão entre um e três meses ou dez ciclos, manutenção preventiva de autoclave a cada 6 meses a um ano ou dependendo o desgaste do equipamento por volume de trabalho, quanto o acompanhamento por amostras biológicas em incubadoras portáteis;



16.         Materiais críticos como agulhas são artigos de uso único não são esterilizadas, são descartados em recipientes rígidos e identificados por símbolo e cor para a coleta de resíduos infectantes;



https://portuguese.alibaba.com/product-detail/uv-sterilizer-salon-uv-tool-sterilizer-cabinet-1759358819.html


17.         Material semicrítico vê se como pinças, alicates, tesouras, tubos condutores, pinos de insersão;

18.         Papeis e luvas são descartadas conforme exposição ou não a material biológico;

Expressões:

Artigos: compreendem instrumentos de naturezas diversas como acessórios de
equipamentos e outros. Exemplo: pinças, alicates, tesouras, biqueiras, etc.


Artigo de uso único: é o produto que, após o uso, perde suas características;
Originais ou que, em função de outros riscos reais ou potenciais à saúde do usuário,
não deve ser reutilizado.

Artigo Descartável: É o produto que, após o uso, perde suas características;
originais e não deve ser reutilizado e nem reprocessado.

Desinfecção: processo físico ou químico que elimina a maioria dos microrganismos
patogênicos de objetos inanimados e superfícies.

Esterilização: Processo físico ou químico ou físico-químico que elimina todas as
formas de vida microbiana, incluindo os esporos bacterianos.

RDC: Resolução da Diretoria Colegiada da ANVISA

Referências:

NR 32 http://www.camara.gov.br/sileg/integras/726447.pdf
RDC 06

Norma EB 588/1977 Portaria MTE n Portaria MTE n°.485, 11/11/2005 .485, 11/11/2005 – D.O.U. 16/11/05  http://sbbq.iq.usp.br/arquivos/seguranca/portaria485.pdf


http://server03.pge.sc.gov.br/LegislacaoEstadual/2010/015122-011-0-2010-001.htm


http://cematfoz.blogspot.com.br/







04 outubro 2016

Controle biologico

Para evitar infecções esterilizamos o nosso material semicrítico, comprovamos que o equipamento chamado autoclave esta funcionando corretamente quando esse indicador apresenta a ausência de bacilos vivos no indicador biológico. Todo para segurança de nossos clientes e a nossa propria.