Mostrando postagens com marcador biossegurança. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador biossegurança. Mostrar todas as postagens

14 setembro 2017

Piercings modernos e mais seguros para substituir brincos com tarachas que machucam. Hastes em titânio com rosca interna que permitem o uso destes tops com pedras de opala

30 outubro 2016

Material estéril para colocar Piercing


Fator da maior importância o instrumental  deve ser esterilizado da forma adequada, acondicionado tambem para mantê-lo  desta forma. Em pacotes selados, autoclavados e secos livres de contaminação externa, fungos e poeira.
É importante porque aqui se faz o controle de infeções que podem comprometer a vida atrasves da saude de quem teve contato com estes em procedimento. Evitar doenças como Hepatite  e HPV.   Instrumental que tem contato com sangue precisa ser desinfetado adequadamente, lavado e escovado, sendo usados produtos  químicos como detergentes enzimaficos. Tempo e dedicação  do piercer.
Existem perfurações que não  necessitam de kits completos, forem outros necessitam de foester, pinça, tesoura e ferramentas que facilitam o trabalho e sua execução segura.
Joias tambem precisam ser limpas e esterilizadas para cicatrização adequada e evitar infecções.

08 março 2016

MICRODERMAL 2 PONTOS DE LUZ

 Conhecer a pele sua espessura e elasticidade. a escolha da joalheria certa para o melhor encaixe no  corpo é de suma importância. Vocação, tato, força de vontade. Em uma colocação dessas pensa-se tanto quanto na simetria , a igualdade  de proporções e harmonia com o corpo. Marcas do corpo e cinto de segurança Profundidade na pele para a ancoragem..  

26 setembro 2015

14 Anos na Luta pela qualidade.


Esta foto foi tirada em 2001, 21 anos, com meu amigo Marcelo Vardanega, minha primeira perfuração, um Labret, minha primeira perfuração rumo profissional, no Experience Tattoo de Floripa. Com Mano Reis me guiando. Estrada que fiz com muito orgulho. Com mentores, amigos e sem panelinhas.




E também com muito orgulho hoje terminamos a segunda parte de três da Oficina do Piercing com Marília em 12 horas de edução voltada a prática do Body Piercing Profissional até agora, semana que vem temos a prática. Mais qualidade e menos quantidade.O Brasil precisa de profissionais capazes e não de caçadores de certificados ou especuladores da fé alheia. Essa menina tem um futuro promissor pela frente pela própria dedicação.

20 janeiro 2014

Querendo fazer uma perfuração

  • Ha dias pensando no que fazer par deixar o blog mais atualizado, até que hoje eu pensando e me ligando de duas situações que acabaram de acontecer.
  • Vieram duas moças ao meu estúdio uma delas ate indicação de outro estúdio. As duas já tinha colocado  e tirados seus piercings de umbigo, elas também trouxeram suas joias já mão. A primeira estava com a joia com a pedra rachada, que em breve ficaria amarela e cairia, a segunda tinha um cacho de uva. Não dava para usar nenhuma das delas.  Não dava para esterilizar. E elas também não deram muito valor  e foram embora.
  • Assim vejo que o nível do cliente de piercing esta baixo, e cabe a que leva a sério a perfuração corporal trabalhar  por dois ou três, por ter muito cara sem noção fazendo e a pessoas sem noção  nivelam o trabalho como qualquer sujão faria. Os pseudopierceros as meninas e pessoas afins tem que valorizar melhor que faz piercing assim como a própria saúde. Não da para fazer um de qualquer jeito e querer perfeição ou não ganhar uma cicatriz.
  • Nos EUA a mais de 20 anos vejo vídeos dos profissionais já usando joias esterilizadas, e essa informação já esta bem difundida no Brasil a 10 anos. Não tem desculpa para quem se diz profissional usar joias sujas da vitrine ou da mão do cliente... No mínimo uma desinfecção de alto grau. E não é passando um álcool em casa que vai realmente esterilizar. Isso uma autoclave faz de verdade. Dicas:  
  • Não reaproveite seu piercing velho, engavetado a anos junto com outras tranqueiras;
  • Não troque com amigos a joia que será usada em uma perfuração nova;
  • Não use o cateter mais de 1 vez;
  • Não compare o preço trabalho das pessoas, guarde para si sua opinião e tire a melhor conclusão que puder;
  • Não se meta com qualquer “Zé ou Fred da vida” que pensa que tudo se resume a um furinho, que se usa uma tesoura de criança;
  • Não pense que uma joia de usa profissional de verdade (  muitas importadas dos EUA ou UK) é igual a uma xing ling de R$ 7,50 na lojinha de bijou;
  • Não descarregue sua ansiedade sua ansiedade no piercer, temos sentimentos e o saco fica cheio;
  • Se você é gorda não faça um piercing no umbigo, se anatomia não ajuda, não dá, so pessoas com pouca experiência ou que so querem a grana vão colocar;
  • Argolinhas sem esfera são ruins, e muitas são um lixo;
  • Piercings que são conhecidos como joias banhadas a ouro não servem para colocação inicial;
  • Tenha bom senso, se não tem, estude ou procure alguém que tenha, isso evitara muita dor de cabeça;
  • Não pense em colocar penduras feitos de qualquer coisa, eles são pesados, oxidam, caem as pedras e prendem em tudo.     

20 maio 2011

protocolo de esterilização

Protocolo elaborado por Fabrício Cardoso


- Responsável técnico pelo estúdio

Cia do Piericng- Palhoça- Santa Catarina- Brasil.

Protocolo de esterização de material de tatuagem

Após o procedimento da tatuagem, deixar os bicos de aço em recipiente fechado, submersos.

Alternando todos os dias o desencrustante e detergente enzimático com bases de lipase,

protease e milase, diluindo 6ml por litro de água.

No dia da lavagem dos bicos

Usar todo EPI : avental, óculos , máscara , luvas de latex e borracha, mangote, sapatos

fechados...

Enquanto o ultrason prepara a solução de (Riorex) detergente enzimático 3ml por litro, deixe

de molho no JB 40 (desencrustante) 5ml por litro por 10 min.

Com o auxilio de uma pinça foester manipule o material a ser feita a 1ª desinfecção no

ultrason com a solução de descustante enzimático em água morna a 60° por um cliclo de

15min.

Retire o material com a cesta. com o auxilio de chaves desmonte os bicos, recoloque as partes

desmontadas no ultrason novamente com novo clico de 8 min.

Agora é feita a limpeza peça a peça mecanica com escovas, esponjas, interdentais, detergente

neutro. esfregando por dentro e por fora.

Enxague em água corrente pra limpar os residuos, por fim enxague com água destilada.

Secagem: com o uso de papel toalha, gases e cotonetes

Montagem : com o auxilio das chaves, remontan-se todas a peças.

Embalagem: Sempre feita em espaço com barreira física da lavagem. Utilizando papel grau (

embalagem para autoclaves) embalam-se um a um os bicos, datando, e identificando o

responsável pelo procedimento de esterilzar.

Juntando um teste químico pra comprovar a eficácia do ciclo. Utilizar o indicador biológico

pra comprovar a funcionalidade da autoclave por periodos.

Autoclave : Por um ciclo de no minimo 14min a 121° ,usando agua destilada conforme

fabricante. Deixe todo o instrumental secar e esfriar. Colocar os envelopes com a parte plástica

para baixo ou no suporte. Nunca usar a capacidade máxima do equipamento, nunca amontoar

os envelopes facilitando a passagem do vapor.

Estocagem: Guarde em local seco, fechado . Sempre usando o instrumental esterizado do que

está a mais tempo pro mais recente. Evitando o atrito ou acúmulo entre os envelopes.

20, maio de 2011

19 maio 2011

BIOSSEGURANÇA PARA TATUADORES

Organizado pelo Studio Pirata em Floripa
Patrocinado pela CRISTÒFOLI BIOSSEGURANÇA
Apoiado pelo TATTOO PRO
Com minha participação , la na frente sendo o aluno que mais perguntou  pra professora. Foi um sucesso , foi em 2009 e so agora to tendo tempo pra falar e mostrar um pouco do trabalho de bastidores pra que um piercing , tattoo saiam bem feitos num todo. Aqui coisas tecnicas, pros caras alternativos porem mais sérios que a maioria.
Estudo, carater com certeza fazem a diferença. Meu muito obrigado e parabens e Rejiane do Pirata Tattoo Studio pelo exelente evento. Muito instrutivo, bem organizado e com aquele coffe break.

18 dezembro 2010

Aprovado no controle de qualidade em esterilização.

Somos o único estúdio na grande Florianópolis que faz um controle severo, do nosso ambiente e equipamentos para garantir a segurança,no que se trata a da saúde e prevenção de infecções relacionadas ( Hepatites, bactérias)  ao Body Piercing e Tatuagem . Boas práticas aprendidas em cursos de biossegurança e por orientação do SETAP. Com o apoio e prestação de serviço do Laboratório Controller de São José.
 Pergunte  se o estúdio onde você quer fazer sua tatuagem ou piercing tem esse Laudo comprovando a eficácia de sua esterilização. 

01 dezembro 2010

29 setembro 2010

Certificação da Autoclave

Laudos das altoclaves são cobrados dos estudios, tanto pela vigilâcia Sanitária. Como São um aforma de provar a eficiência do equipamento. Mais segurança aos profissionais e principalmente aos clientes e enfim quem  terá contato com o instrumental. Tendo a certeza que esta passando por uma etapa decisiva a saúde de forma adequada.
O Laboratório  Controller faz esse serviço com muita competência. Contando com profissionais biólogos , farmacêuticos e demais profissionais capacitados a realizar os testes e comprovando a eficiência ou não da autoclave, que esteriliza o material empregado no estúdio.  Indicadores biológicos são empregados nestes testes.

Na Cia do Piercing nos fazemos estes testes pra garantirmos cada vez  mais qualidade e segurança a quem trabalha conosco, amigos e nossos clientes.
Fabrício
Piercer Bambino

11 maio 2010

Biossegurança




Biossegurança 
CONCEITOS E DEFINIÇÕES

Anti-sepsia: é a eliminação das formas vegetativas de bactérias patogênica e grande parte da flora residente da pele ou mucosa, através da ação de substâncias químicas (anti-sépticos).
Anti-séptico: substância ou produto capaz de deter ou inibir a proliferação de microrganismos patogênicos, à temperatura ambiente, em tecidos vivos.
Assepsia: Método empregado para impedir que um determinado meio seja contaminado. Quando este meio for isento de bactérias chamamos de meio asséptico.
Bactérias: forma vegetativa; quando estão realizando todas as suas atividades metabólicas, como respiração, multiplicação e absorção. Os microrganismos, na cavidade bucal, estão na forma vegetativa.
Contaminação cruzada: é quando há interposição nos ciclos de contaminação entre um ou mais pacientes. As barreiras contra a contaminação, BEDA, são os meios indispensáveis para se evitar a contaminação cruzada, dentro de um consultório.
Degermação: é a remoção de detritos, impurezas, sujeira e microrganismos da flora transitória e alguns da flora residente depositados sobre a pele do paciente ou das mãos da equipe odontológica através da ação mecânica de detergente, sabão ou pela utilização de substâncias químicas (anti-sépticos).
Descontaminação: tem por objetivo a função dos microrganismos sem eliminação completa devido à presença de matéria orgânica, realizado em instrumentais e superfícies.
Desinfecção: é a eliminação de microrganismos patogênicos na forma vegetativa de consultório e demais ambientes da clínica, geralmente é feita por meio químicos (desinfetantes).
Desinfestação: exterminação ou destruição de insetos, roedores e outros seres, que possam transmitir infecções ao homem.
Desinfetantes: substância ou produto capaz de deter ou inibir a proliferação de microrganismos patogênicos em ambientes e superfícies do consultório, à temperatura ambiente.
Detergente: substância ou preparação química que produz limpeza; possui uma ou mais propriedades: tensoatividade, solubilização, dispersão, emulsificação e umectação.
Equipamento de proteção individual (EPI'S): são equipamentos de proteção utilizados pelo profissional, pessoal auxiliar, paciente e equipamentos, a fim de evitar contaminação e acidentes (gorro, máscara, avental, luvas, óculos de proteção...)
Esporos: os esporos nada mais são que a forma mais resistente dos microrganismos, sendo mais difícil de serem eliminados.
Esterilização: é a destruição dos microrganismos nas formas vegetativas e esporuladas. A esterilização pode ser por meio físico (calor) ou químico (soluções esterilizantes).
Esterilizante: agente físico (estufa, autoclave) ou químico (glutaraldeído 2%, formaldeído 38%) capaz de destruir todas as formas de microrganismos, inclusive as esporuladas.
Infecção cruzada: é a infecção ocasionada pela tranmissão de um microrganismo de um paciente para outro, geralmente pelo pessoal, ambiente ou um instrumento contaminado.
Infecção endógena: é um processo infeccioso decorrente da ação de microrganismos já existentes, naquela região ou tecido, de um paciente. Medidas terapêuticas que reduzem a resistência do indivíduo facilitam a multiplicação de bactéria em seu interior, por isso é muito importante, a anti-sepsia pré-cirúrgica.
Infecção exógena: é aquela causada por microrganismos estranhos a paciente. Para impedir essa infecção, que pode ser gravíssima, os instrumentos e demais elementos que são colocados na boca do paciente, devem estar estéreis. È importante, que barreiras sejam colocadas para impedir que instrumentos estéreis sejam contaminados, pois não basta um determinado instrumento ter sido esterilizado, é importante que em seu manuseio até o uso ele não se contamine. A infecção exógena significa um rompimento da cadeia asséptica, o que é muito grave, pois, dependendo da natureza dos microrganismos envolvidos, a infecção exógena pode ser fatal, como é o caso da AIDS, Hepatite B e C.
Procedimento crítico: é todo procedimento em que existe a presença de sangue, pus ou matéria contaminada pela perda de continuidade.
Procedimento semicrítico: todo procedimento em que existe a presença de secreção orgânica (saliva) sem perda de continuidade do tecido.
Procedimento não-crítico: todo procedimento onde não há presença de sangue, pus ou outra secreção orgânica (saliva). Em Odontologia não existe este tipo de procedimento.



Bibliografia:
"
Manual técnico de biossegurança e controle de infecção cruzada"

24 julho 2009

Lançamento do Livro Bio-segurança em Tatuagem



O tatuador e escritor Vinicius Guterres da Rocha estara lançando o seu livro Bio- segurança em tatuagem no TATTOO PRO 2009. Livro instrutivo, ilustrado e imperdivel pra quem ter preparo no mundo da tatuagem.
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=5062500&sid=18961952111316563857147432&k5=109336A4&uid